Piauí

A abertura de cinco novos centros cirúrgicos no Hospital Getúlio Vargas é uma das prioridades.

Governo planeja abrir cinco novos centros cirúrgicos no Hospital Getúlio Vargas

A ampliação permitirá aumento da rotatividade em operações, especialmente nas áreas de neurologia e ortopedia.

Paulo Barros
Governador trata de melhorias para a saúde com o presidente da Fundação Hospitalar (Paulo Barros)
O governador Wellington Dias e o presidente da Fundação Hospitalar, Pablo Santos, trataram, nessa quinta-feira (23), no Palácio de Karnak, de metas de curto, médio e longo prazo, visando otimizar os serviços prestados na área da saúde em diferentes regiões do Piauí. O plano prevê descentralização e terceirização de serviços, para dar mais celeridade e qualidade ao atendimento prestado à população. A abertura de cinco novos centros cirúrgicos no Hospital Getúlio Vargas é uma das prioridades. A ampliação permitirá aumento da rotatividade em operações, especialmente nas áreas de neurologia e ortopedia. A intervenção vai representar um incremento de 55% na capacidade física do hospital, para cirurgias. “Com mais salas, daremos maior vazão às filas por intervenções nessas especialidades. Uma sala a cada três meses é a meta”, pontuou Pablo Santos. Ainda em Teresina, o governo busca meios de ampliar a capacidade de atendimento da Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Infantil Lucídio Portela. No momento, quatro leitos da UTI estão ocupados por pacientes sem previsão de alta. Um alternativa estudada é a abertura de leitos intermediários para receber os pacientes chamados “moradores”, liberando, assim, as vagas que ocupam nas UTIs. Investimentos no interior Dentro da estratégia de descentralização das demandas de saúde nos grandes hospitais públicos da capital, o governo investe nos hospitais regionais. O presidente da Fundação Hospitalar estabeleceu, para julho de 2018, a previsão de entrega das obras do Hospital Justino Luz, em Picos. As obras contemplam uma Casa de Parto Normal, Casa da Gestante, abertura da ala de pediatria, reforma do centro cirúrgico e UTI neonatal e pediátrica. O hospital de São Raimundo Nonato ganhará uma Casa da Gestante. A conclusão da obra está prevista para maio de 2018. “Foi uma reunião produtiva. O governador é muito sensível às nossas reivindicações e deu carta branca para realizarmos as melhorias necessárias para prestar um melhor serviço à população”, finalizou Pablo Santos.
Autoria: Redação CCom

Comentários

comentários

Ronny
Topo