Esporte

A cerimônia de pesagem do UFC 217 foi no teatro do Madison Square Garden, em Nova York, EUA, nesta sexta-feira, mas a festa foi de dois lutadores estrangeiros:

St-Pierre gargalha de Bisping em encarada; Joanna promete surpresa contra Rose

Campeão dos médios xinga lenda canadense e é afastado por Dana White na pesagem cerimonial do UFC 217. Borrachinha promete “apagar” Johny Hendricks.

Por Adriano Albuquerque, Evelyn Rodrigues e Marcelo Russio, Direto de Nova York, EUA

cerimônia de pesagem do UFC 217 foi no teatro do Madison Square Garden, em Nova York, EUA, nesta sexta-feira, mas a festa foi de dois lutadores estrangeiros: o canadense Georges St-Pierre e a polonesa Joanna Jedrzejczyk. Afastado do esporte há quatro anos, GSP mostrou ainda ter muita popularidade com os fãs de MMA, que o aplaudiram entusiasticamente e vaiaram muito seu adversário, o atual campeão dos pesos-médios Michael Bisping. Joanna, campeã peso-palha, também foi celebrada pelo público, mesmo com uma desafiante americana, Rose Namajunas, pela frente, e prometeu uma surpresa na luta que pode marcar o recorde de defesas consecutivas de cinturão entre atletas femininas no Ultimate.

Apresentado como o “maior campeão meio-médio de todos os tempos”, Georges St-Pierre foi muito celebrado em sua entrada. Já Bisping foi muito vaiado pela torcida, e partiu para cima do canadense na encarada. Ele tentou agarrar o punho erguido de GSP e berrou demais na sua cara, enquanto o adversário apenas gargalhava na sua cara. O presidente do UFC, Dana White, contudo, se preocupou o suficiente com o nível de empolgação de Bisping que o empurrou para longe, até que se acalmasse e não mais pudesse causar confusão com o desafiante.

– Estou muito feliz de estar aqui, caras, obrigado pelo apoio. São quatro anos de espera, estou esperando por isso há muito tempo, e consegui: Madison Square Garden, pelo título, contra Michael Bisping, não dá pra ser melhor que isso – declarou St-Pierre, muito feliz com a festa.

Bisping e Georges St-Pierre farão a luta principal no UFC NY (Foto: Jason Silva)Bisping e Georges St-Pierre farão a luta principal no UFC NY (Foto: Jason Silva)

Bisping e Georges St-Pierre farão a luta principal no UFC NY (Foto: Jason Silva)

Bisping, por sua vez, não se preocupou com o linguajar ao falar do desafiante.

– Georges é um frouxo de m***. E vocês que estão vaiando, vão ficar na m***, porque amanhã vou nocauteá-lo, e ele vai se aposentar de novo. Pra vocês que me vaiaram, chupa, e f***-se – esbravejou o britânico.

A tensão também estava no ar na entrada de Rose Namajunas. A americana mantinha sua expressão impassível de sempre, e respirava fundo, já se preparando para as provocações de Joanna Jedrzejczyk. A polonesa adentrou o palco com uma bandeira do seu país e óculos escuros enormes, sob muita festa da torcida. Ela não parou de provocar a adversária na encarada, e Rose permaneceu parada, dizendo mantras para se acalmar.

Joanna Jedrzejczyk coloca o dedo no rosto de Rose Namajunas no UFC 217 (Foto: Jason Silva)Joanna Jedrzejczyk coloca o dedo no rosto de Rose Namajunas no UFC 217 (Foto: Jason Silva)

Joanna Jedrzejczyk coloca o dedo no rosto de Rose Namajunas no UFC 217 (Foto: Jason Silva)

– Estava apenas dizendo uma oração para o Senhor. (Vencer Joanna) Significa tudo para mim. Significa me defender, defender o que acredito – disse a reservada Namajunas após a encarada.

Jedrzejczyk deu a entender que sua intensidade em relação à adversária tem um fundo pessoal. Ela também prometeu algo grande para quebrar o recorde de vitórias em lutas valendo cinturão entre mulheres, atualmente dividido com Ronda Rousey, com seis.

Todas elas querem que eu me saia mal. Mas elas fazem isso, falam mal de mim, mas nunca devem falar de família, e ela fez isso. Sinto muito. A bicho-papão está vindo atrás de você, Rose! Eu vou quebrar os recordes da Ronda Rousey, e tenho uma surpresa para vocês. Não pisquem! Rose, você não está pronta! – disse a campeã peso-palha.

O apresentador Joe Rogan precisou até se recompor após a entrevista antes de chamar os lutadores do coevento principal, Cody Garbrandt e TJ Dillashaw. A esperada encarada entre eles também teve muita tensão no ar, mas os dois rivais respeitaram a distância imposta por Dana White e não se atacaram. O campeão Garbrandt apenas cutucou o ex-campeão, que sorria em sua direção.

Cody Garbrandt x TJ Dillashaw: duelo repleto de rivalidade entre os ex-companheiros de equipe (Foto: Jason Silva)Cody Garbrandt x TJ Dillashaw: duelo repleto de rivalidade entre os ex-companheiros de equipe (Foto: Jason Silva)

Cody Garbrandt x TJ Dillashaw: duelo repleto de rivalidade entre os ex-companheiros de equipe (Foto: Jason Silva)

– (Eu disse) Seu tempo acabou, eu estou saudável e vou terminar com ele. TJ não é um campeão de verdade, enquanto eu estiver nesta divisão, ele estará sempre correndo atrás do cinturão – garantiu Garbrandt.

Muito vaiado pelos fãs do campeão, TJ Dillashaw se manteve otimista e sorridente em sua entrevista, aparentemente imune às provocações e ao vídeo divulgado nesta semana do nocaute sofrido frente ao ex-companheiro de equipe em um treino antigo.

 Estou empolgado para lutar nesta arena. Amem-me ou odeiem-me, sou abençoado de estar neste esporte, e amanhã posso fazer o que amo e recuperar meu cinturão – declarou o ex-campeão.

Paulo Borrachinha entrou sem muita festa, apenas de um pequeno grupo de brasileiros no canto. Seu adversário, o ex-campeão meio-médio Johny Hendricks, teve bem mais barulho a seu favor. Os dois se encararam sorridentes, e Borrachinha não se conteve: provocou com um sorriso irônico: “Eu vou te apagar”, Hendricks nada respondeu.

O brasileiro Ricardo Carcacinha foi o primeiro a subir à balança. Ele ergueu o braço e berrou “Brasil” antes de encarar Aiemann Zahabi. Seu “olho no olho” com o canadense foi de perto e com a guarda bem erguida, mas os dois se cumprimentaram e ficaram na paz.

Combate transmite o UFC 217 neste sábado, a partir das 20h15 (de Brasília), e o Combate.com faz o Tempo Real do evento, com transmissão em vídeo das duas primeiras lutas da noite.

Comentários

comentários

Ronny
Topo