Política

Consórcio Amazônia Legal e Nordeste

Governadores tratam da criação do Consórcio Amazônia Legal e Nordeste

O objetivo é deliberar sobre as pautas comuns entre as regiões.

Os governadores do norte, nordeste e centro-oeste se reuniram, nessa terça-feira (23), em Brasília, para tratar do Consórcio Amazônia Legal e Nordeste que tem o objetivo de deliberar sobre as pautas comuns entre as regiões. De acordo com o governador Wellington Dias, este é um momento histórico para o Brasil, em que há a união de diversas regiões em prol de pautas para o povo brasileiro. “São pautas comuns entre as regiões. O povo brasileiro sabe da importância do equilíbrio e da sustentabilidade da previdência, mas não é só previdência, temos que trabalhar investimentos para educação, segurança, investimentos para fazer a economia crescer e ampliar a capacidade de investimentos. Não tenho nenhuma dúvida que a nossa força é a nossa união. Aqui foi dado um passo importante para as nossas regiões e para os nossos estados”, destacou o chefe do Executivo piauiense. Dentre as pautas tratadas estavam a PEC 51/2019 que altera o artigo 159 da Constituição para aumentar para 26% a parcela do produto da arrecadação dos impostos sobre a renda e proventos de qualquer natureza e sobre produtos. Para o senador do Amapá, Lucas Barreto, a criação de uma frente parlamentar fortalece a defesa das pautas comuns. “O aumento de 21,5% para 26% no Fundo de Participação dos Estados (FPE) é um aumento significativo. Pode não parecer muito para os estados do sudeste, mas R$ 100 milhões, R$ 200 milhões pode ajudar os estados do norte e nordeste nesse colapso”, comentou o parlamentar. O governador do Amapá, Waldez Góes, destacou a articulação política do norte, nordeste e centro-oeste, em especial a atuação do governador Wellington Dias que tem sido um grande articulador e socializador dos assuntos de interesse dessas regiões, por sua larga experiência, com quatro mandatos como governador e seu conhecimento do funcionamento do Senado Federal.

“Nos intervalos nos reunimos com senadores e deputados para a formação de uma frente parlamentar. Juntos estamos construindo a PEC 51 que valoriza o Fundo de Participação dos Estados. Quem ganha é o povo brasileiro dessas regiões em que a dívida é historicamente muito alta”, comentou o gestor.

Fórum de governadores do norte, nordeste e centro-oeste
Autoria: Tamyres Rebeca / pi.gov.br

Comentários

comentários

Ronny
Topo