Educação

Criança Feliz, SEMCASPI apontou evolução das habilidades do público-alvo do Programa

Criança Feliz alcança meta e atende quase 2 mil famílias em Teresina

Levantamento da SEMCASPI apontou evolução das habilidades do público-alvo do Programa

O desenvolvimento de habilidades e estímulo das crianças na primeira infância através do programa Criança Feliz está sendo realizado de forma adequada e eficiente em Teresina. Uma prova disso são resultados obtidos em levantamento da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (SEMCASPI), apresentado na tarde desta sexta-feira (29) ao prefeito Firmino Filho, na sede da vice-prefeitura de Teresina.

O Programa realizou mais de 46 mil visitas a famílias da capital entre dezembro de 2017 e março de 2019, tendo sua meta alcançada com a evolução das habilidades do público-alvo. Considerando a amostragem de 200 famílias, foi constatado uma melhora de 25% na linguagem, 15,55% na atenção, 10% na capacidade cognitiva, 21% na coordenação motora, 19% na motricidade, dentre outras habilidades avaliadas.

“Estes resultados são esperançosos. Mostram que a visita das equipes tem efeito positivo e propiciam o desenvolvimento das crianças de forma mais rápida.  Isso é muito importante quando consideramos os indicadores internacionais, que evidenciam que as crianças terão melhoras permanentes ao longo de toda sua vida se forem estimuladas corretamente na primeira infância”, avaliou o prefeito Firmino Filho.

Participaram da apresentação dos resultados representantes da Rede de Assistência Social do município, dentre eles, o secretário Samuel Silveira. “Mostramos o passo a passo do Programa, como ele funciona na prática e como é possível potencializar determinadas características nas crianças”, disse.

Atualmente, quase 2 mil famílias são atendidas pelas equipes que orientam e adotam estratégias que propiciam estímulos ao desenvolvimento infantil, bem como o fortalecimento de vínculos entre cuidadores e suas crianças.

“No levantamento constatamos muitos avanços em relação ao público prioritário. Além disso, o Programa também fomenta as ações do PAIF nos Centros de Referência em Assistência Social (CRAS), pois o trabalho dos profissionais junto às famílias são referenciadas aos CRAS”, destacou a coordenadora do Programa, Elizabeth Nogueira. Além dela, integram a equipe cinco supervisores e 61 visitadores – psicólogos, assistentes sociais e pedagogos.  

Fonte: PMT / Créditos: Renato Bezerra

Imagens Relacionadas:

Comentários

comentários

Ronny
Topo