Teresina

Dados do Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM) 2018,

Teresina é a 4ª capital mais desenvolvida do Brasil, aponta índice Firjan

A capital piauiense é a única do Nordeste entre as 10 mais desenvolvidas, pulando de 12ª para a 4ª colocação

Dados do Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM) 2018, divulgado ontem (28) pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro, apontam que Teresina é quarta capital mais desenvolvida do país, subindo oito posições no ranking. O cálculo é feito com base em dados de 2016, a partir de indicadores sociais em 5.471 municípios, onde vivem 99,5% da população brasileira, levando em conta principalmente as áreas de saúde e educação básicas.

Em primeiro lugar se mantém Florianópolis, que registrou alto índice de desenvolvimento, com 0,8584 ponto, ocupando o 47º lugar geral. Em seguida, aparece Curitiba (0,8378), que ultrapassou São Paulo (0,8352) na segunda colocação, em relação ao levantamento anterior, com base em dados de 2015. No quadro geral, as capitais paulista e do Paraná ocupam, respectivamente, a 137ª e 74ª posições, respectivamente.

Na sequência, aparecem Teresina (0,8275) e Cuiabá (0,8266). As duas cidades estão entre as capitais que mais subiram posições na comparação com o levantamento anterior. Teresina é a única do Nordeste entre as 10 mais desenvolvidas, pulando de 12ª para a 4ª colocação. A capital mato-grossense foi de 9ª para a 5ª posição.

“Muitas capitais por serem centro industriais, perderam muitos postos de trabalho e baixaram o desempenho na vertente emprego e renda. Já outras cidades um pouco menores, como Teresina e Cuiabá, conseguiram bons rendimentos nesse indicador”, aponta o economista Jonathas Goulart, da Divisão de Estudos Econômicos da Firjan.

*Com informações da Agência Brasil

Comentários

comentários

Ronny
Topo