Copa 2018

Dirigentes da CBF embarcaram nesta terça-feira rumo a Zurique, na Suíça, para uma série de reuniões com o presidente da Fif

CBF vai à Fifa para que licença de técnico brasileiro seja reconhecida na Uefa

Representantes da confederação também vão apresentar planos para a Copa América de 2019 e negociar liberação do fundo do legado do Mundial de 2014.

Por Martín Fernandez, São Paulo

irigentes da CBF embarcaram nesta terça-feira rumo a Zurique, na Suíça, para uma série de reuniões com o presidente da Fifa, Gianni Infantino, e a secretária-geral da entidade, Fatma Samoura. Viajaram o diretor-executivo de gestão, Rogério Caboclo, o vice-presidente Fernando Sarney e o diretor de governança e conformidade, André Megale. O presidente Marco Polo Del Nero ficou no Brasil.

Entre as pautas levadas pela CBF está o pedido para que a licença de treinador emitida no Brasil seja reconhecida pelas demais confederações continentais – especialmente a Uefa. O tema já havia sido discutido previamente entre o presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, e o presidente da Fifa. A CBF está confiante de que suas licenças terão validade na Europa.

Tite foi indicado ao prêmio de melhor técnico de 2017 (Foto: Lucas Uebel/Getty Images)Tite foi indicado ao prêmio de melhor técnico de 2017 (Foto: Lucas Uebel/Getty Images)

Tite foi indicado ao prêmio de melhor técnico de 2017 (Foto: Lucas Uebel/Getty Images)

A Copa América de 2019 também está na agenda. O Brasil está próximo de concluir a formação do COL (Comitê Organizador Local) do evento. Em Zurique, a CBF vai apresentar seus planos para o torneio e pedir sua inclusão no calendário da Fifa em 2019 – algo que deve ser aprovado sem grandes problemas.

Como o GloboEsporte.com revelou, a intenção dos organizadores é inflar a competição com participantes da Europa, da Ásia e da América do Norte. Já há conversas adiantadas com com algumas seleções, mas tanto a CBF quanto a Conmebol querem manter as negociações em sigilo até a aprovação da Fifa.

Por fim, a CBF vai novamente tentar a liberação do fundo de legado da Copa do Mundo de 2014. O dinheiro está travado por orientação dos advogados americanos da Fifa. Em comunicado enviado ao GloboEsporte.com em junho, a Fifa afirmou que a CBF “não atende as necessidades reais e atuais do desenvolvimento do futebol em todo o mundo” e por isso não havia liberado o dinheiro.

A CBF vai apresentar detalhes da evolução de seu programa de conformidade e governança, o que segundo seus dirigentes vai ajudar a Fifa a liberar o dinheiro que, por contrato, deve ser investido nos 15 Estados brasileiros que não receberam partidas da Copa do Mundo de 2014.

Fonte: https://globoesporte.globo.com/blogs/bastidores-fc/post/cbf-vai-a-fifa-para-que-licenca-de-tecnico-brasileiro-seja-reconhecida-na-uefa.ghtml

Comentários

comentários

Ronny
Topo