Teresina

Ginásio Sarah Menezes

Ginásio Sarah Menezes tem mais de 60% dos serviços concluídos

Empreendimento transformará a vida de jovens da região por meio da prática esportiva

O esporte e a atividade física são elementos fundamentais para uma vida longa e saudável, além de conduzir e recuperar a vida de crianças e adolescentes, atuando, decisivamente, em suas autoestimas, saúde, objetivos, espírito coletivo, dentre outros. Pensando nisso, a Superintendência de Desenvolvimento Urbano Leste (SDU Leste) está dando encaminhamento à construção do Ginásio Sarah Menezes, localizado no bairro Morada do Sol.

Com investimento de R$ 2.912.907, a construção têm recursos próprios da Prefeitura de Teresina e repasse do Ministério dos Esportes, por meio de contrato com a Caixa Econômica Federal (CEF). Atualmente, o empreendimento já possui mais de 60% dos serviços executados.

“A obra garantirá o avanço do esporte na cidade, já que esse importante espaço será uma referência para os jovens e esportistas da categoria judô, além de ser uma homenagem à nossa querida Sarah Menezes. Portanto, estamos trabalhando para que este centro seja excelência e beneficie toda a cidade”, avaliou o superintendente da SDU Leste, João Pádua.

O espaço, além das áreas destinadas às lutas, terá arquibancadas com aproximadamente 360 lugares e estacionamento com capacidade de comportar até cinco ônibus, 24 motos, 22 carros e 40 bicicletas.

Para o superintendente executivo e engenheiro, Ângelo Cavalcante, a obra segue em ritmo acelerado, com previsão de entrega para o mês de agosto. “No momento, já concluímos a concretagem da última laje, a área da administração, a cozinha e o vestiário. Na parte que compreende o depósito, copa, alojamentos e salas, a alvenaria já está pronta. Estamos também executando acabamento dos pavimentos que estão com estruturas feitas, piso e parte de fechamento. A estrutura da cobertura está 100% e a implantação das telhas termoacústicas também”, explicou.

O empreendimento é composto de área administrativa; enfermaria; banheiros acessíveis, seguindo o padrão estimado pela a Lei de Acessibilidade; vestiários; copa; alojamentos e depósito. No primeiro andar, serão construídos academia e banheiros acessíveis, e no segundo andar serão construídos auditórios reversíveis e também banheiros acessíveis. É prevista também, segundo a SDU Leste, a implantação de um elevador.

Créditos: ASCOM SDU LESTE

Comentários

comentários

Ronny
Topo