Noticias Internacionais

Hamilton, Bottas e Vettel, os três primeiros no grid em Xangai

Por GloboEsporte.com — Xangai, China

Depois de duas dobradinhas nas duas primeiras corridas da temporada, a Mercedes manteve a supremacia no treino classificatório para o GP da China, e Valtteri Bottas conquistou a pole position para a milésima corrida da história da categoria, em Xangai. Na etapa final do treino classificatório, o líder do campeonato marcou 1m31s547, superando o companheiro Lewis Hamilton em apenas 0s023.

A antes favorita Ferrari não ameaçou a Mercedes, e ficou com a segunda fila, com Sebastian Vettel ocupando a terceira colocação, desta vez à frente de Charles Leclerc. A RBR ocupou a quinta e sexta colocações no grid de largada, com Max Verstappen e Pierre Gasly, este com a sua melhor posição na temporada até agora.

+ VEJA A CLASSIFICAÇÃO DO MUNDIAL DE FÓRMULA 1

Completaram o grupo dos dez mais rápidos Daniel Ricciardo e Nico Hulkenberg, da Renault, na quarta fila, e Kevin Magnussen e Romain Grosjean, da Haas, na quinta fila.

A TV Globo e o GloboEsporte.com transmitem AO VIVO a corrida deste domingo a partir das 3h (de Brasília), com narração de Galvão Bueno e comentários de Luciano Burti. O SporTV2 exibe a reprise às 10h.

Grid de largada:

Grid de largada para o GP da China — Foto: Reprodução/rede socialGrid de largada para o GP da China — Foto: Reprodução/rede social

Grid de largada para o GP da China — Foto: Reprodução/rede social

Hamilton, Bottas e Vettel, os três primeiros no grid em Xangai — Foto: ReutersHamilton, Bottas e Vettel, os três primeiros no grid em Xangai — Foto: Reuters

Hamilton, Bottas e Vettel, os três primeiros no grid em Xangai — Foto: Reuters

O que disseram:

Bottas, pole position: “Até agora tem sido um bom fim de semana. A volta da pole foi boa, mas não como eu queria. Por sorte, boa o bastante para a pole. O carro está muito bom”

Hamilton, segundo no grid: “Valtteri tem sido incrível todo o fim de semana. Tinha mais tempo sobrando, mas vou tentar ir em busca disso amanhã”

Vettel, terceiro no grid: “Acho que tivemos uma boa sessão. Talvez tivéssemos mais para tirar do carro. Eu já fiquei feliz apenas de completar a última volta, já que estávamos apertados com o tempo”

O que você precisa saber?

– Sétima pole position de Valtteri Bottas, que não largava na frente desde a Rússia-2018.

– Melhor posição de largada de Daniel Ricciardo como piloto da Renault.

– Pela primeira vez na temporada, os dois carros da Williams não largam na última fila.

Q1 – 18 minutos e cinco eliminados

Na primeira série de tentativas, a Ferrari começou na frente, com Vettel marcando 1m33s557, meio segundo mais rápido do que Leclerc, que foi atrapalhado por Antonio Giovinazzi. Mas aí as Mercedes entraram na pista e Bottas já cravou o melhor tempo do fim de semana (1m32s658), batendo Hamilton em 0s457, enquanto Verstappen ficou em terceiro, à frente do alemão.

Dos pilotos mais bem colocados, apenas Leclerc fez uma tentativa e pulou para segundo, a apenas 0s054 de Bottas. Na briga pelas últimas vagas no Q2, Kimi Raikkonen e Lando Norris, que têm largado mais à frente em 2019, sofreram para avançar, mas se salvaram.

Já Lance Stroll teve a sétima eliminação consecutiva no Q1, a terceira só este ano. George Russell e Robert Kubica, da Williams, vão largar na penúltima fila desta vez, mas graças aos problemas de Antonio Giovinazzi, que não marcou tempo, e Alexander Albon, que não disputou a classificação após o acidente no terceiro treino livre.

Eliminados:

16º Lance Stroll (Racing Point) 17º George Russell (Williams) 18º Robert Kubica (Williams) 19º Antonio Giovinazzi (Alfa Romeo) 20º Alexander Albon (STR)

Resultado do Q1 na classificação na China — Foto: Reprodução/rede social

Q2 – 15 minutos e cinco eliminados

Como os pneus macios não devem ser os mais utilizados na corrida, os principais pilotos foram para a pista com pneus médios no começo do Q2. Bottas voltou a andar forte e de cara fez o melhor tempo do fim de semana até então (1m31s728), batendo por mais de meio segundo Vettel, Leclerc, Verstappen e Hamilton, este então a 0s8.

Na segunda rodada de voltas lançadas, apenas Hamilton melhorou seu tempo e assumiu a liderança, apenas 0s091 à frente de Bottas. Vettel vinha para melhorar seu tempo com pneus macios, mas tirou o pé para não fazer uma volta mais rápida e, desta forma, ser obrigado a largar com esse composto – Hamilton usou os médios para fazer a melhor marca.

Como curiosidade, apenas carros de cinco equipes se classificaram para o Q3: além de Mercedes e Ferrari, as duplas de RBR, Renault e Haas avançaram no treino. Daniil Kvyat ficou fora por apenas 0s022, em 11º, enquanto Sergio Pérez ficou logo atrás, a 0s085 da classificação. Já Kimi Raikkonen, também com problemas na Alfa Romeo, ficou em 13º, enquanto a McLaren foi eliminada com os dois carros.

Eliminados:

11º Daniil Kvyat (STR) 12º Sergio Pérez (Racing Point) 13º Kimi Raikkonen (Alfa Romeo) 14º Carlos Sainz (McLaren) 15º Lando Norris (McLaren)

Resultado do Q2 na classificação na China — Foto: Reprodução/rede social

Q3 – 12 minutos e disputa da pole

A parte final do treino seguiu dominada pela Mercedes. Na primeira tentativa, Bottas foi melhor nos dois primeiros setores, enquanto Hamilton foi o mais rápido no último trecho, mas o finlandês ficou 0s007 à frente, enquanto Vettel ficou em terceiro, à frente de Verstappen e Leclerc.

Nas últimas tentativas, Hamilton fez o melhor primeiro setor e deu a impressão de que superaria Bottas, mas não fez um grande último trecho, enquanto o finlandês melhorou o próprio tempo. Na disputa entre as Ferraris, Vettel bateu Leclerc em 0s017. Mesmo atrapalhado na abertura da sua última tentativa pelo posicionamento de pista, Verstappen foi o quinto.

Comentários

comentários

Ronny
Topo