Agenda Cultural

O projeto “Alfabetiza Machado de Assis”,

Projeto de leitura na Escola Machado de Assis premia alunos que mais lêem

A escola realizou o Campeonato da Leitura com os alunos do 1º e 2º ano

Em um país onde o índice de leitura ainda é baixo é possível encontrar iniciativas que tentam mudar essa realidade. O projeto “Alfabetiza Machado de Assis”, da Escola Municipal Machado de Assis, é uma delas. A escola realizou o ‘Campeonato da Leitura’ com os alunos do 1º e 2º ano do Ensino Fundamental, premiando os três melhores estudantes que conseguissem ler todo o livro com fluência. Os premiados receberam como forma de incentivo medalhas, certificados e kits escolares.

De acordo com Hildaiane Alves da Costa, gestora da escola, o projeto compõe uma ação da Secretaria Municipal de Educação (Semec) em busca de fortalecer o processo de alfabetização das crianças a partir da leitura diária. O Alfabetiza Teresina vem apoiando as iniciativas das unidades de ensino da Prefeitura que estimulam as habilidades de leitura e escrita. “A meta da escola é Alfabetizar 100% das crianças logo no 1º e 2º ano. Dentro do nosso projeto de leitura realizamos várias ações, uma delas é o ‘Campeonato da Leitura’, que tem como principal objetivo incentivar e estimular o prazer e o interesse pelo mundo da leitura”, explica a gestora.

O projeto foi idealizado por toda equipe escolar e tem como iniciativa premiar, a cada semestre, os alunos que mais se destacarem pela fluência da leitura. Nesse primeiro semestre foi realizada a primeira premiação, que de acordo com a equipe da escola, pretende dar continuidade à ação, aumentando o número de premiações.

Hildaiane destacou ainda que a escola tem grande parcela de responsabilidade no incentivo à leitura, pois promove o hábito nos alunos que irão crescer sabendo que a leitura enriquece o conhecimento e da grande importância que ela exerce na vida do ser humano. “A leitura é um dos meios pelo qual se obtém conhecimento das mais diversas áreas, facilitando a argumentação e vocabulário, tanto para a produção de um texto oral, quanto escrito”, pontuou a diretora.

A gestora conta ainda que o projeto tem feito sucesso. “As crianças ficam animadas e os pais estão se envolvendo. Sabemos que eles estão realmente lendo porque adoram comentar e conversar sobre as histórias”, acrescentou.

Créditos: Ascom/Semec

Comentários

comentários

Ronny
Topo