Teresina

O projeto de revitalização do centro de Teresina vai trazer uma novidade para os motoristas que vão ao centro.

Prefeitura planeja cobrar por vagas de estacionamento público no centro

Projeto de Parceira Pública Privada está sendo estudado para vigorar a partir do segundo semestre de 2018. Cobrança será feita por hora.

O projeto de revitalização do centro de Teresina vai trazer uma novidade para os motoristas que vão ao centro. A partir do segundo semestre de 2018, a prefeitura planeja cobrar pelas vagas de estacionamento público, através de uma Parceria Público Privada. A proposta está sendo elaborado pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), Superintendência de Desenvolvimento Urbano Centro/Norte (SDU) e pela Secretaria Municipal de Concessão e Parcerias (Semcop). Atualmente existem cerca de 5 mil vagas de estacionamento gratuitas no centro. Segundo a arquiteta Constance Jacob, coordenada da área central de Teresina, a PPP iria garantir que uma empresa controlasse e cobrasse por esse espaço. “Não existe vaga pública, de fato. Todas são privatizadas pelos flanelinhas. Essa parceria vai devolver parte do rendimento à Prefeitura, para beneficiamentos no próprio centro”, explica Constance. Foto: Moura Alves/ODIA A ideia é que seja instalado um temporizador para as vagas, levando os motoristas a pagarem pacotes por hora ou pela diária. Os estacionamentos mais centrais, ou seja, perto das lojas, terão limite de tempo para uso. Já as vagas mais afastadas poderão ser negociadas para estacionar durante o dia todo. Por enquanto, não se sabe qual seria o valor cobrado, mas a diferença de preço entre os estacionamentos centrais e os mais afastados, segundo Constance Jacob, resolveria o problema causado pelos trabalhadores do comércio, que passam o dia todo ocupando uma vaga. “Com as franquias sendo cobradas por hora, eles terão que procurar outros locais, mais longe, para pagar franquias com mais tempo”, explica. Segundo Constance, o ideal é que as vagas sejam mais acessadas por quem vai ao centro fazer compras. “É dar mais oportunidade ao uso desse estacionamento. Se só eu uso a vaga por oito horas, com a Parceria Público Privada vai haver oportunidade para oito pessoas ocuparem o local por uma hora, cada”, argumenta. A Secretaria Municipal de Concessão e Parcerias (Semcop) deve lançar um edital para o estudo de viabilidade econômica e de modelos de estacionamentos. A secretária da pasta, Monique Menezes, explica que o estudo vai revelar o que melhor se adéqua em Teresina. “Saberemos se o estacionamento vai ser vertical e a questão da quantidade de vagas rotativas. Ele deve ficar pronto a partir do início do ano”, afirma, acrescentando que vai haver toda uma reordenação do centro. Depois dessa etapa, será encaminhado o processo licitatório. A expectativa é que, no segundo semestre do próximo ano, alterações já venham a ser realizadas pela Parceria Público Privada. Edição: Nayara Felizardo Por: Karoll Oliveira

Comentários

comentários

Ronny
Topo