Esporte

O São Paulo fará neste domingo o último jogo no estádio do Morumbi nas próximas nove rodadas.

O estádio que salva: Morumbi é a casa que mais faz a diferença no Brasileiro. ESPN.com.br Morumbi tem sido o aliado do São Paulo na luta contra a queda no Brasileiro © Gazeta Press Morumbi tem sido o aliado do São Paulo na luta contra a queda no Brasileiro   O São Paulo fará neste domingo o último jogo no estádio do Morumbi nas próximas nove rodadas. O time tricolor recebe o Sport justamente no palco que tem feito a diferença para o time neste Campeonato Brasileiro, com um aproveitamento que o colocaria diretamente na briga por uma vaga Copa Libertadores. O time tricolor está na 17ª colocação na tabela, com ínfimos 37,3% dos pontos. Mas dentro de casa o time tem aproveitamento de 55,6%, desempenho suficiente para ficar G6 – hoje, o grupo dos que se classificam para a próxima edição do torneio sul-americana. No Morumbi, a equipe são-paulina também está habituada a jogar com uma média de 34.805 torcedores e detém o recorde de público na temporada, com a marca de 61.142, obtida no último domingo, no clássico contra o Corinthians. No Brasileiro, a campanha é de cinco vitórias, cinco derrotas e apenas duas derrotas – só o Cruzeiro perdeu menos como mandante. E ambos os revés foram ainda no primeiro turno. Perdeu para o Atlético-MG, quando o time estava sob o comando de Rogério Ceni, e para o Coritiba, já com Dorival Júnior. Se traduzirmos os 55,6% de aproveitamento, significa que o São Paulo ganhou 20 dos 28 pontos que fez em toda a competição. Nenhuma outra equipe tem uma eficiência em casa igual. Isso fica até mais claro se comparar a diferença de aproveitamento como mandante e visitantes. São 35.1 pontos percentuais de diferença no caso do São Paulo, igual ao que a Ponte Preta apresenta no Moisés Lucarelli, mas o saldo de gols tricolor é melhor (+6 a +5). Os dados deixam bem claro qual é o problema são-paulino: jogar fora do Morumbi. Como visitante a equipe tem ínfimos 20,5% de aproveitamento – só oito pontos em 39 possíveis. Ou seja, se o duelo deste domingo no Morumbi pode significar nova vitória para o São Paulo. O problema será depois. Nos próximos cinco jogos que o time fará como mandante o palco escolhido foi o Pacaembu. O motivo para abandonar o Morumbi é que o local vai abrigar eventos nos meses de outubro e novembro, como o Villa Mix festival, o show da banda U2 e de Bruno Mars. O retorno ao Morumbi será apenas em 19 de novembro, contra o Botafogo, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. FICHA TÉCNICA: SÃO PAULO X SPORT  Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP) Data: 1º de outubro de 2017, domingo Horário: 16 horas (de Brasília) Árbitro: Anderson Daronco (RS-FIFA) Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS-CBF) e Elio Nepomuceno de Andrade Junior (RS-CBF) SÃO PAULO: Sidão, Éder Militão, Arboleda, Rodrigo Caio e Edimar; Petros, Marcos Guilherme, Hernanes, Cueva e Lucas Fernandes; Lucas Pratto. Técnico: Dorival Júnior SPORT: Magrão; Raul Prata, Ronaldo Alves, Henríquez e Sander; Anselmo, Rithely e Wesley; Rogério, Mena e André. Técnico: Vanderlei Luxemburgo. Fonte:  http://www.msn.com/pt-br/esportes/brasileirao-serie-a/o-est%C3%A1dio-que-salva-morumbi-%C3%A9-a-casa-que-mais-faz-a-diferen%C3%A7a-no-brasileiro/ar-AAsHbw8?li=AAggXC1&ocid=mailsignout  

Comentários

comentários

Ronny
Topo