Teresina

PMT, O chefe do Executivo municipal apresentou ao ministro das Cidades o Inthegra,

Firmino Filho recebe ministro das Cidades e apresenta o Inthegra

Alexandre Baldy esteve no Palácio da Cidade antes da inauguração do Inthegra Firmino Filho recebe ministro das Cidades e apresenta o Inthegra

Créditos: Renato Bezerra

O prefeito Firmino Filho recebeu no início desta noite (16), no Palácio da Cidade, o ministro das Cidades, Alexandre Baldy, que irá participar ainda às 20h da inauguração do Terminal de Integração do Parque Piauí e dos Corredores Exclusivos para ônibus Sul I e Sul II, na zona Sul da cidade. Estavam presentes também na visita o senador Ciro Nogueira e a vice-governadora do Estado, Margarete Coelho.

O chefe do Executivo municipal apresentou ao ministro das Cidades o Inthegra, o novo sistema de transporte público da capital. Alexandre Baldy elogiou a iniciativa e afirmou que Teresina pode servir de exemplo para outras cidades. “A entrega desse novo sistema de transporte público de Teresina mostra a sensibilidade do prefeito Firmino Filho em querer ofertar para a população um transporte com mais agilidade, mais funcionalidade, mais celeridade e com mais conforto. Sem dúvida alguma esse novo sistema servirá de modelo para outras cidades do país”, disse o ministro.

Segundo o prefeito Firmino Filho, o objetivo desse modelo é melhorar a qualidade do sistema, a velocidade, e fazer com que o sistema seja mais eficiente, evitando novos impactos e novos crescimentos nos custos.

“O que nós estamos iniciando hoje é o sistema chamado BRT, que não é apenas no Brasil que existe, mas em todo o mundo, e que agora chega a Teresina nessa versão que chamamos de Inthegra. Estamos dando o ponta pé deste modelo que visa superar um antigo modelo que já está falido, superado, exaurido na sua péssima qualidade, nos seus custos crescentes e na sua lentidão. Vamos construir uma nova página no transporte urbano coletivo, uma nova página na mobilidade urbana, e esse modelo pertence a cidade para que nós possamos privilegiar as pessoas que mais precisam do transporte coletivo, e para que possamos preparar Teresina para o futuro”, afirmou o prefeito.

Firmino destacou também que é necessário definir o  modelo de desenvolvimento urbano da capital priorizando o transporte coletivo e, ao mesmo tempo, tratando de igualdade e inclusão social. “Grande parte da população se utiliza de ônibus e perde muito do seu tempo dentro do ônibus. Dessa forma, se faz  necessário que essas pessoas tenham os mesmos direitos que os proprietários de carro ao usar o espaço público, os mesmos direitos de chegar o mais rápido possível ao Centro, ao seu trabalho, é uma questão de igualdade, de equidade. Esse modelo conduz a inclusão através da mobilidade.  Nós vamos trabalhar duramente para que a sua gestão seja a melhor possível”, destacou.

O Terminal do Parque Piauí, localizado na Avenida Henry Wall de Carvalho, tem 3 mil metros quadrados de área construída, o que representou um investimento de R$ 7 milhões, 119 mil e 178 reais. O Corredor Exclusivo para ônibus Sul I, que é composto pelas Avenidas Barão de Gurgueia e Henry Wall de Carvalho, teve o custo de R$ 13. 924.728,72, e conta com um total de 12 estações de embarque e desembarque. Já o Corredor Sul II, que é composto pelas Avenidas Miguel Rosa e Professor Wall Ferraz, teve um custo de R$ 13.312.329.91, e conta com 21 estações para embarque e desembarque de passageiros.

Nesta primeira fase de implantação do sistema, a Prefeitura tem investido R$ 372 milhões na construção de todos os equipamentos necessários para servir ao Inthegra. Entre as obras destacam-se os oito terminais de integração, os cinco corredores e as faixas exclusivas, em obras para melhorar a circulação, como, por exemplo, a ponte Anselmo Dias e o viaduto que está sendo iniciando na avenida Barão de Gurgueia e a nova ponte que vai ligar o bairro Água Mineral a UFPI.

 

Comentários

comentários

Ronny
Topo