Natureza

Projeto de arquitetura e urbanismo, termo de cooperação técnica firmado PMT e curso de Arquitetura da (UFPI).

Praça da Bandeira receberá projeto-piloto de arquitetura

A Praça Marechal Deodoro da Fonseca, mais conhecida como Praça da Bandeira, será renovada através de projeto de arquitetura e urbanismo. O local será contemplado com projeto-piloto a ser executado por meio de um termo de cooperação técnica firmado entre a Prefeitura de Teresina e o Departamento do curso de Arquitetura da Universidade Federal do Piauí (UFPI).

Em reunião na tarde desta quinta-feira (25), na sede da vice prefeitura, o prefeito Firmino Filho recebeu os representantes da UFPI para apresentação de detalhes sobre a parceria, que propõe a elaboração e execução de projetos arquitetônicos em todas as zonas da cidade.

“Essa pactuação é fundamental, porque Teresina possui uma demanda muito grande de qualificação dos espaços urbanos. Todos os novos arquitetos poderão aprender praticando, mostrando suas versões da cidade, e melhorando áreas de grande importância para os teresinenses”, afirmou o prefeito Firmino Filho.

O projeto-piloto será concretizado com base em pesquisa realizada pela professora Nadja Rocha, que adotou a Praça da Bandeira como objeto de estudo na sua dissertação de mestrado. “Ouve muita pesquisa, simulação computacionais, pesquisas feitas a nível de usuário da Praça, e eu sempre quis que todo esse material produzisse algo maior que uma dissertação, que tomasse forma. Este projeto é um ponto de partida, dele sairão outros que conseguiremos dar maior visibilidade”, destacou.

A ideia inicial da parceria é que a Prefeitura apresente as solicitações de projetos variados que beneficiem a cidade e que a UFPI, através do laboratório escola do curso de Arquitetura, aponte as soluções por meio de estudos e pesquisas dos alunos e docentes.

“A união entre as instituições possibilita a inserção dos alunos neste processo. Eles aprenderão sobre projetos de Arquitetura e Urbanismo e colocarão em prática todo conhecimento adquirido em sala de aula no estágio no escritório escola”, acrescentou a professora Nadja Rocha.

Rômulo Marques, ex aluno da UFPI e arquiteto da SDU Centro Norte, comenta que a universidade tem uma produção gigante de projetos que podem sair do papel. “Nosso objetivo é unir as duas demandas. Será um casamento de uma instituição que tem a necessidade, com outra que tem uma mão de obra e uma equipe para realizar”, disse.

Fonte: pmt.pi.gpv.br  /  Renato Bezerra

Comentários

comentários

Ronny
Topo