Municípios

Projeto Viva o Semiárido, mulheres desenham seus quintais produtivos

Projeto Viva o Semiárido realiza intercâmbio de quintais produtivos com agricultoras

Os intercâmbios serão realizados no município de Picos e São Raimundo Nonato.

O Projeto Viva o Semiárido, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Rural, realiza o Intercâmbio em Experiências de Quintais Produtivos no município de Picos, de 20 a 22 de fevereiro, e no município de São Raimundo Nonato, de 25 a 27 de fevereiro. Os intercâmbios tem como objetivo de possibilitar a troca de experiências, capacitações e apresentação de inovações técnicas voltadas para a prática dos quintais produtivos.

O intercâmbio será destinado prioritariamente ao público de mulheres produtoras, que tradicionalmente  organizam quintais produtivos, que atualmente são beneficiárias de projetos do Viva o Semiárido, com especial atenção para aqueles projetos que apoiam os quintais produtivos (Mulheres de São Julião, Apasi, Trás da Serra, Alto da Boa Vista, Santa Maria, Chapada do Fio, Fornos) ou aqueles projetos que atendem grupos eminentemente de mulheres (Amor, AMAI, Serra do Inácio, Artesãs de Ipiranga, Boi Morto) e que trabalham com quintais produtivos nos territórios piauienses.

Atualmente, o PVSA está apoiando uma série de planos de investimento produtivo de apoio aos quintais, beneficiando aproximadamente 287 pessoas, entre agricultores e agricultoras, espalhados pelos municípios de Oeiras, São Francisco de Assis, São José do Piauí, São Julião, Picos, Valença e São Raimundo Nonato.

Júlia Aires, consultora para Quintais Produtivos do Projeto Viva o Semiárido, e coordenadora dos intercâmbios, destaca a importância dos quintais produtivos para agricultura familiar. ‘’Os quintais produtivos são tracionalmente espaços de produtivos de alçada das mulheres, que mesmo sem o devido reconhecimento, asseguram a alimentação da família e geração de renda própria das famílias no campo. São sistemas que dependem da fonte de conhecimento e tecnologia locais, compatíveis com as práticas culturais das comunidades, além de serem espaço para fortalecimento da agricultura familiar por meio de experimentações de técnicas de cultivos e criações e os intercâmbios tratam exatamente de trazer esse tema para discussão, além de buscar o fortalecimento, reconhecimento e divulgação do trabalho destas mulheres’’, destacou a consultora.

Francisco das Chagas Ribeiro (Chicão), diretor de Inclusão Produtiva e coordena o PVSA, destaca o empoderamento das mulheres nos quintais produtivos. ‘’Hoje, tais eventos buscam diretamente apresentar e divulgar as boas experiências na área de empoderamento das mulheres, buscando envolver cada vez mais mulheres para o Viva o Semiárido, além de buscar melhoria de renda e aumentar a participação destas em associações e cooperativas, fortalecendo a agricultura e, por conseguinte, a prática de quintais produtivos no Piauí”, destacou Chicão.

Durante o intercâmbio, serão realizadas visitas a diversas experiências exitosas de quintais produtivos, com excelência na questão de tecnificação e organização. Os técnicos e consultores do PVSA estão responsáveis pela programação, organização e desenvolvimento da metodologia, além das oficinas e capacitações que serão realizadas durantes os intercâmbios.

Em Picos, é previsto aproximadamente 50 mulheres dos territórios Vale do Itaim, Vale do Guaribas e Vale do Sambito. Para o intercâmbio a ser realizado em São Raimundo Nonato, estima-se a participação de 40 mulheres advindas dos territórios do Vale do Canindé e Serra da Capivara. Confira abaixo a programação completa dos evento nos links:

Intercâmbio Picos

Intercâmbio São Raimundo Nonato

Autoria: Diego Barlo /  Fonte: .pi.gov.br

Comentários

comentários

Ronny
Topo