Brasileirão

(Sejus) iniciou, nesta segunda-feira (8), o curso que formará os novos agentes para o sistema prisional do Piauí

Formação prepara novos agentes para o sistema prisional do Piauí

O curso teve início nesta segunda (8) e terá duração de três meses.

Thanadro Fabricio
Abertura do curso de formação para agentes penitenciários (Thanadro Fabricio)
Como parte do cronograma de execução do concurso público para agentes penitenciários, a Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) iniciou, nesta segunda-feira (8), o curso que formará os novos profissionais que vão ocupar a função da categoria no sistema prisional do estado. Ao todo, 150 candidatos aprovados no concurso participarão do curso, coordenado pela Academia de Formação Penitenciária (Acadepen) – órgão da Sejus – e que terá duração de três meses. A aula inaugural foi realizada no auditório da Associação Piauiense de Municípios (APPM), em Teresina. Na visão do secretário de Estado da Justiça, Daniel Oliveira, o curso dará “oportunidade aos novos servidores de serem melhores e preparados para a plena execução penal, do ponto de vista da segurança e direitos humanos. Os agentes penitenciários do Piauí têm a melhor remuneração do Brasil, o que aumenta a responsabilidade de trabalhar mais e melhor”.
Abertura do curso de formação para agentes penitenciários (Thanadro Fabricio)
Abertura do curso de formação para agentes penitenciários (Thanadro Fabricio)
A grade curricular – sugerida pela Escola Nacional de Serviços Penais (Espen) e pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen) – tem duração de 580 horas/aula e conta com disciplinas como Direitos Humanos, Execução Penal e Direito Penal, Inteligência Penitenciária e Procedimentos e Rotinas Penitenciárias. Representando o governador Wellington Dias, o secretário de Governo, Merlong Solano, destaca que “nós, servidores públicos, temos uma missão importante: ajudar a reduzir os efeitos maléficos da extrema desigualdade social que marca nosso país. Portanto, cada servidor deve assumir a responsabilidade por essa missão”. O presidente do Tribunal de Justiça do Piauí, desembargador Erivan Lopes, que ministrou a aula inaugural do curso de formação, observa que o serviço público deve ser prestado com compromisso e que “o sistema prisional não é problema apenas do Executivo, mas é, essencialmente, um problema judicial”.
Abertura do curso de formação para agentes penitenciários (Thanadro Fabricio)
Abertura do curso de formação para agentes penitenciários (Thanadro Fabricio)
Fonte: pi.gov.br

Comentários

comentários

Ronny
Topo