SIGA O 24H

Partilha - Virginia Melo

Meditando sobre o sacramento da ORDEM (serviço/missão) e o dom do CONSELHO (consolo/descanso) no Espírito Santo.

Publicado

em

Compartilhar isso...

Cerco de Jericó 5° dia

As leituras são: Josué 4,1-8; Salmo 102(101); Gênesis 2,1-3; Evangelho: Mateus 9,14-17; Catecismo da Igreja Católica  n° 1590 a 1600 e 700 (símbolo DEDO/DIGITAL/REGISTRO), meditando sobre o sacramento da ORDEM (serviço/missão) e o dom do CONSELHO (consolo/descanso) no Espírito Santo. Abençoado dia para aprendermos de Jesus que o jejum agradável a Deus nasce na abertura do coração e da mente, é internamente, não apenas práticas externas.É preciso olhar com sinceridade, perceber, avaliar a si mesmo e buscar mais a Deus. E essa percepção e esforço começam e são efetivados no coração e na mente, em espírito e verdade. O jejum é um dos meios de conseguir o aprendizado pessoal e até controle de fraquezas físicas e  espirituais, para perseverar e crescer na fé. Estar na presença de Jesus é aceitar a renovação proposta por Ele em nossa vida, com retidão e misericórdia no processo que leva à salvação. Nós cristãos somos a Igreja de Cristo, a noiva, o Corpo Místico onde Jesus é o noivo, cabeça que guia nossa salvação, é o centro da festa da vida ofertada a Deus. Assim como Jesus está no centro do crucifixo, também deveria ser o centro em nossa vivência de obediência (haste vertical) e misericórdia (haste horizontal). Devemos ter a  consciência de nossa natureza pecadora, fraca, limitada e que sempre haverá algo a mudar para melhor, ou superar coisas dolorosas ou tristes, orgulho, vícios e mágoas. Jesus nos mede e nivela como humanos dependentes de Deus Pai, por sua presença de Deus Filho, com a unção do Espírito Santo que nos auxilia (conselho/descanso) e nos conduz à salvação. Jesus nos diz que não se põe remendo novo em roupa velha, e não se põe vinho novo em odres velhos, porque não dá certo. Uma vez nos reconhecendo cristãos, sobretudo  batizados, devemos estar abertos às mudanças trazidas por Jesus, no aprendizado do perdão, do testemunho (registro/ marca pessoal/digital) e serviço (ordem/missão), do silêncio, cada atitude e até ausência destas, na coerência cristã. Jesus é alegria que dá força e mudança, basta deixar Jesus agir. Fé, esperança e amor-caridade! Jesus renova todas as coisas! Orações recíprocas!🙏🙏🙏https://www.instagram.com/p/C9Fs6JUunEk/?igsh=M3VlNDRvdmhleTB3

vmelo2019

Cerco de Jericó 4° dia

As leituras são: Josué 3,5-17; Gênesis 1,20-23; Salmo 50(51); Evangelho do dia: Mateus 9,9-13, Catecismo da Igreja Católica n° 1659 a 1666 e 697 (símbolo NUVEM E A LUZ/MISTÉRIO E PROTEÇÃO), meditando sobre o sacramento do MATRIMÔNIO (casais ou Igreja) e o dom da PIEDADE no Espírito Santo.Abençoado dia para aprendermos queJesus não faz acepção de pessoas, chama todos à mudança de vida e a crer que tudo tem jeito, conforme a misericórdia de Deus. Os judeus antigos liderados por Josué precisaram se despojar de suas cargas para, só com o essencial, fazerem a travessia para a vida nova na terra prometida. Assim foi com Mateus, largou tudo para ser discípulo. Jesus foi recriminado pelos judeus porque havia chamado Levi (Mateus), cobrador de impostos, ao seguimento e foi na casa deste com outros publicanos tidos como ladrões,  por causa de sua profissão no risco romano. Então Jesus disse: “Aprendei, pois, o que significa: ‘Quero misericórdia e não sacrifício.’ De fato, eu não vim para chamar os justos, mas os pecadores”. Ou seja, agrada mais a Deus a nossa entrega interior, sincera,  do que os gestos e sacrifícios externos.Hoje, no dia do Sagrado Coração de Jesus somos lembrados que Jesus se entregou por inteiro na cruz por nós, pecadores. Pelo Sangue de Jesus o nosso sangue já foi pago por nossos pecados, de modo que nossa oferta deveria ser total em gratidão a Deus Filho. Quem se faz seguidor de Jesus deve buscar ser fiel, ter Nele a sua essencialidade de vida, centralidade de mente e coração para o Cristo Vivo, sem as distrações e alienações da lógica human. Jesus ama a todos, mas sabe onde há fidelidade, na vontade de Deus com alegria, sem hipocrisia. Os preceitos divinos são de retidão mas ao mesmo tempo de misericórdia (piedade), cientes que se andamos (matrimônio /igreja) com Jesus com fé, Ele cuida de nós, muda nossa vida, com benção e proteção (nuvem e luz), se o coloquemos no centro de nossa existência, pedindo a graça de fazer as escolhas certas nesta dimensão terrena, que tem reflexo eterno na dimensão espiritual. Deus é fiel. Fé, esperança e amor-caridade! Jesus renova todas as coisas!! Orações recíprocas!! 🙏🙏🙏https://www.instagram.com/p/C9Dhm58Sr-w/?igsh=MWhtZnZ3c2tjMDAybg==

vmelo2019

Cerco de Jericó 3° dia

As leituras são: Josué 2; Gênesis 1,14-19; Salmo 38(37); Evangelho do dia: Mateus 9,1-8; Catecismo da Igreja Católica n° 1485 a 1498 e 698 (símbolo SELO/CARÁTER), meditando sobre o sacramento da CONFISSÃO/RECONCILIAÇÃO/PENITÊNCIA e o dom do TEMOR A DEUS no Espírito Santo.
Abençoado dia para aprendermos que em Jesus  podemos ficar libertos dos males e aflições, físicos e espirituais, conforme nossa fé, pela reconciliação com Deus e exercício do perdão.Jesus diz ao paralítico: “Coragem, filho! Os seus pecados estão perdoados”. Ele falava da ação divina que tudo pode a quem tem fé, e assim pode se livrar de fraquezas, paralisias, opressões e reencontrar dignidade e repouso, vida liberta e salva: “Levante-se, toma a sua cama e vai para sua casa.”. Nós somos como o paralítico quando estamos impedidos pelo pecado em nossa vida, com ódio, medo ou mágoa no coração. Jesus nos manda termos a coragem de viver libertos pela fé Nele, o que implica em conversão diária, viver reconciliados (conversão/confissão) com Deus, buscar a vigilância interna, limpeza e luz na alma. A coragem da confissão sacramental deixada por Jesus é a única forma válida de limpar pecados mortais. São alguns minutos de entrega sincera, sem máscaras diante do padre em “persona Christi”, que tem efeitos na dimensão terrena e física (alívio, cura, leveza e alegria) e na dimensão espiritual (cura, libertação, salvação da alma), também faz com que o alimento eterno, a Santa Eucaristia, seja melhor aproveitado no mistério divino que revigora e fortalece, une corpo e alma a Jesus. Perdão é decisão, não só para a libertação do outro, mas nossa mesmo, pela atitude de não continuar naquela situação de dor e tristeza, retorno a Deus, independente da reação do outro que pode acolher ou não. Há pessoas que são perdoadas e não acreditam no perdão, no amor de Jesus, então  o perdão pode até ser retribuído com desprezo ou deboche do outro, que não se arrependeu ou não tem fé. Basta a nós a união com Deus, que tudo vê. Jesus nos chama à vivência no caráter (selo) cristão de retidão e misericórdia. Fé, esperança e amor-caridade! Jesus renova todas as coisas! Orações recíprocas! 🙏https://www.instagram.com/p/C9An49YOfaI/?igsh=MWE3eWJ4cTVyNDBiaA==

vmelo2019

COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade