SIGA O 24H

Natureza

A (Chesf) realiza, uma simulação de evacuação de áreas próximas à usina hidrelétrica de Boa Esperança

Publicado

em

Compartilhar isso...

Exercício é previsto na lei federal que estabeleceu a política nacional de segurança de barragens e envolve cerca de 300 moradores das cidades de Guadalupe, no sudoeste piauiense, e de São João dos Patos (MA).

Chesf faz simulação de evacuação de áreas próximas à usina hidrelétrica de Boa Esperança no Piauí e Maranhão

Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) realiza, entre domingo (26) e esta quarta-feira (29), uma simulação de evacuação de áreas próximas à usina hidrelétrica de Boa Esperança, localizada entre os municípios de Guadalupe, 351 km ao Sul de Teresina, e em São João dos Patos, no Maranhão.

O exercício é previsto na lei federal que estabeleceu a política nacional de segurança de barragens (Lei Nº 12.334). Mais de 300 pessoas participam da ação, que começou no último domingo (26), em Guadalupe.

“Está sendo executada a simulação de uma situação de crise na barragem. Isso já acontece no Japão, nos Estados Unidos e na Europa. É uma experiência única que treina e capacita a população, fortalecendo a cultura de prevenção e gestão de riscos e desastres”, afirmou Werton Costa, diretor de Prevenção da Defesa Civil do Piauí.

Em Guadalupe, foram implantadas seis sirenes fixas, além de três móveis, 10 rotas de fuga e nove pontos de encontro. Tudo com base em um estudo da Chesf que projetou a mancha de inundação na cidade, estabelecendo um caminho seguro para a população durante uma crise.

“Imagine, você tem um alerta, toca a sirene. As pessoas numa situação sem orientação não sabem para onde ir, mas toda a cidade está sinalizada. Elas têm placas da rota de fuga, elas acompanham e vão para um ponto de segurança. Essa sinalização é fundamental”, explicou Werton Costa.

Além da Defesa Civil, participam da simulação a forças de segurança, como a Polícia Militar (PM), o Corpo de Bombeiros e a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Simulação de evacuação da área da barragem de Boa Esperança envolve mais de 300 famílias

Por Lucas Marreiros, g1 PI

COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade