SIGA O 24H

Esporte

Pai dá nome de Cássio ao filho: “História nunca vai acabar”

Publicado

em

Compartilhar isso...

Corinthians e Cássio acertam a rescisão de contrato; goleiro vai assinar com o Cruzeiro

Jogador, de 36 anos, deixa o Timão após mais de 12 anos para defender a Raposa; presidente corintiano afirma que decisão foi boa para os dois lados

Uma era chegou ao fim no Corinthians nesta sexta-feira. Após mais de 12 anos, 712 partidas e nove títulos conquistados, o goleiro Cássio acertou sua rescisão contratual e está fora do clube. Ele será anunciado em breve como jogador do Cruzeiro.

– Foi bom para os dois lados – disse o presidente do Corinthians, nesta sexta, na saída do CT Joaquim Grava.

Leia também:
+ Craque da camisa 12: relembre momentos marcantes de Cássio
+ Presidente brinca sobre Gabigol com camisa do Timão: “Bom gosto”

Augusto Melo confirma saída de Cássio e brinca com foto de Gabigol vestindo camisa do Corinthians

O rompimento do vínculo será assinado nas próximas horas. Ainda não foram revelados detalhes de como a rescisão foi acertada.

Nos últimos dias, o jogador e os empresários dele comunicaram ao Corinthians o desejo de sair. O presidente Augusto Melo tentou demovê-lo da ideia, mas ele se mostrou irredutível.

O clube estima que a saída do goleiro vai representar uma economia de cerca de R$ 6 milhões até o fim do ano, entre salários e outros encargos. Ele deve receber homenagens do Timão nos próximos dias.

Mais sobre o Corinthians:
+ Pai dá nome de Cássio ao filho: “História nunca vai acabar”
+ Você é a favor da saída de Cássio? Vote na enquete no ge

O Corinthians ofereceu prorrogar o vínculo do jogador até 2026, mas nem isso o seduziu. Cássio reforçou que a intenção de sair não tem relação com aspectos financeiros ou contratuais.

Como líder do elenco, Cássio vinha sendo uma espécie de escudo para os demais atletas em momentos críticos – o que tem sido rotina nas últimas temporadas.

Cássio, goleiro do Corinthians — Foto: Rodrigo Coca/Ag Corinthians

Cássio, goleiro do Corinthians — Foto: Rodrigo Coca/Ag Corinthians

Com a saída de outros líderes recentes, como Gil e Renato Augusto, além da aposentadoria de Fábio Santos, ele passou a ser ainda mais exigido em 2024.

O jogador vinha dando sinais de esgotamento nas últimas semanas. Depois de cometer algumas falhas e desabafar publicamente sobre o momento que vinha atravessando, o goleiro foi reserva nas últimas seis partidas, perdendo a posição para Carlos Miguel.

– Se eu estiver atrapalhando o Corinthians, se não estiver agradando… Para mim está muito difícil também. Tudo de errado que acontece no Corinthians sobra para mim. O time leva gol e a culpa é do Cássio. Toma um gol de pênalti e a culpa é do Cássio – desabafou o goleiro, há três semanas.

Atualmente com 36 anos, Cássio pensa em jogar mais três ou quatro temporadas.

Saída de Cássio do Corinthians emociona Careca: “Não gostaria que fosse assim”

Um nome na história

Cássio foi contratado pelo Corinthians no fim de 2011 quase como um desconhecido depois de ter sido revelado pelo Grêmio e passado pelo PSV, da Holanda.

Ele assumiu a vaga de titular, antes ocupada por Julio Cesar, para as oitavas de final da Conmebol Libertadores de 2012, contra o Emelec, no Equador. Desde então, se transformou em um dos maiores nomes da história do Corinthians.

+ Leia mais notícias do Corinthians

Números de Cássio pelo Corinthians — Foto: ge.globo

Números de Cássio pelo Corinthians — Foto: ge.globo

Foram 712 jogos, número que o coloca como o segundo com mais partidas com a camisa alvinegra, atrás apenas do ex-lateral-esquerdo Wladimir, com 806.

Neste período, o goleiro fez parte de uma das era mais vitoriosas do Timão, culminando com as conquistas da Libertadores e do Mundial de Clubes, ambos em 2012. Além deles, também venceu quatro Paulistas (2013, 2017, 2018 e 2019), dois Brasileiros (2015 e 2017) e uma Recopa Sul-Americana (2013). Também chegou à Seleção como terceiro goleiro na Copa do Mundo de 2018.

Por Bruno Cassucci, Emanoel Araújo, Giovana Duarte e José Edgar de Matos — São Paulo

Ge.globo.com

COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade